Image Map

CF: Através do Espelho (DemonhaDoYoda)

em 16/01/2017 |





Sinopse:

Mabel, após ter enfim aclarado se tornar uma arqueira, aumentou suas chances de acreditar em sonhos. Desde sua infância, era a única criança que ainda acreditava no País das Maravilhas existir após ter lido livros sobre a história do mesmo escondido de seus pais.

Sua vida pareceu girar e ficou de ponta-cabeça quando começou a ouvir estranhos barulhos de relógios e passos nas florestas onde treinava, mas continuava a permanecer ali, mesmo não sabendo da onde surgiam aqueles ruídos.

Para ela, sonhos são indestrutíveis, porém, tudo que ela colocava fé no País das Maravilhas ser encantador, corria um alto risco em ser totalmente o contrário do que pensava.

demonhadoyoda 2016 © | All Rights Reserved. 
Iniciado 
Atualizada 
Idioma Português
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags DemonhadoyodaDramaFantasiaJungkookRomanceWonderland
Exibições 5.094
Comentários 136
Palavras 39.356
Terminada Sim

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: AçãoAventuraComédiaCrossoverDrama (Tragédia)Famí­liaFantasiaFestaFicçãoFicção CientíficaFluffyLutaMagiaMistérioRomance e NovelaShoujo (Romântico)SuspenseUniverso AlternativoViolência
Avisos: HeterossexualidadeLinguagem ImprópriaViolência


       
Alô, alô, tudo bom? Cá' está a crítica da sua fanfic, demorou um pouco? Sim, desculpa ;~; 
O objetivo da crítica não é desmerecer seu trabalho ou coisa do gênero, desde já aviso. 




Aparência (Sinopse + Capa)


Sinopse (1,5): Bom, o que dizer dessa sinopse? Tem o tamanho ideal, aquele meio termo entre a sinopse-bíblia e a sinopse-texto-de-biscoito-chinês, além de informar o necessário sobre a fanfic e deixar o leitor com uma pontada de curiosidade para querer ler mais. Outra coisa que eu amei nela: não é apelativa, você não utilizou nenhuma expressão de desespero para gerar o fator atrativo, além de apresentar uma linguagem rebuscada. Além de não ser uma sinopse clichê e que já deixa o leitor desmotivado.

Considerações finais: gostei pacas’.

Nota: 1,5

Capa (1,5):  Sua capa é muito bem trabalhada, os tons fortes de rosa — que lembra um vermelho —  e azul  são lindos e até combinam com as personagens da capa, o degradê utilizado ali entre uma cor e outra também foi bem pensado pela designer, gostei demais! A fonte também me parece agradável e em uma boa posição. A única coisa que não tá legal na capa, é que tem informação demais e a textura, em alguns pontos, deixou algumas informações do PSD meio que apagadas, não consigo identificar as coisas e isso dá um efeito de “bagunça”, fora isso, essa capa está lindíssima!

Nota: 1,2

Nota de aparência: 2,7


Ortografia (3,0)

Não sei se hoje é seu aniversário, mas, gata, você está de parabéns! Não achei um único erro na sua fanfic e isso é um feito um pouco difícil, pois a gramática portuguesa não é algo fácil.

Gostei do jeito que você escreve, sua narração é algo que nos leva a divagar e imaginar a estória, deixando a narração por conta do personagem, às vezes deixamos escapar alguma coisa da estória, um ponto fundamental; mas não vi isso na sua. Você soube gerar um clima de mistério/aventura/até um romance um pouco complicado, mas que a gente ama. Além de sua escrita ser rebuscada, mas ainda assim é algo que o leitor consegue compreender sem ter um dicionário ao lado.

Nota de ortografia: 3,0 (arrasou!)


Enredo (4,0)

Original. Desde as questões da personagem em seu mundo — ela achando que é louca e tentando conviver com isso, assim como suas divagações sobre ser assim, às vezes até senti que ela não gostava de si — até um certo amadurecimento por parte de Mabel. Eu realmente gosto quando os personagens ficam um pouco mais maduros e aprendem com suas experiências. 

Nunca li nenhuma estória parecida com a sua, é realmente gostei muito, além de seu jeito de descrever as coisas ser algo bem legal e isso ajuda a dar uma certa dramaticidade e emoção à estória.

Enredo: 4,0

Nota final: 9,7
Então, é apenas isso. Muito obrigada por pedir aqui no blog, beijos de luz <3
- A.


Um comentário:

  1. Muito obrigada pela crítica super sincera que fez, não tenho nenhum ponto para reclamar — até porque isso faria de mim uma pessoa imatura que não aceita opiniões alheias —, enfim, adorei a crítica, fico muito feliz que sejam poucas coisas que deixaram a desejar. Muito obrigada, mesmo.

    ResponderExcluir